terça-feira, 26 de maio de 2009

Instituto Herzog ‘ganhará vida’ em junho

O Instituto Vladimir Herzog, um sonho de seu filho Ivo, se tornará realidade no dia 25 de junho em uma cerimônia na Cinemateca, em São Paulo. É uma iniciativa da família do jornalista, com apoio de mais e uma dezena de instituições. Vlado faria 72 anos no dia 27 de junho, se não tivesse sido morto em outubro de 1975 nos porões do DOI-Codi, na Rua Tutoia, em São Paulo. O instituto começou a se concretizar quando a família Herzog resolveu montar uma página na internet. Muitas pessoas passaram a se envolver e a ideia cresceu.

Segundo Ivo, o instituto terá como missão organizar o acervo de documentos, textos efotos de Vladimir Herzog que, além de jornalista,era fotógrafo, cineasta e professor daEscola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP). A Fundação Padre Anchieta, mantenedora da TV Cultura de São Paulo, onde o jornalista foi diretor, doou parte do material que ficará disponível para pesquisa e consulta. A TV Brasil cedeu material do programa “3 x 1”, do qual Ivo participou e teve grande repercussão, ao lado do ex-ministro Jarbas Passarinho – este defendendo o AI-5.

Fotografia era outra paixão de Vlado. Foram recuperados mais de mil slides feitos por ele. São fotos de família -do período vivido em Londres e de pesquisas para seus trabalhos como cineasta. Todo este material já está digitalizado.

Além de perpetuar a memória de Herzog, o instituto tem como projeto discutir os caminhos do jornalismo. E junto do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo será responsável pelo Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, instituído em 1979.

Na internet, o espaço será livre para as pessoas se manifestarem. Sempre mantendo aquela linha de missão do instituto, como “espaço de reflexão e produção de informação que garanta o direito à Justiça e o direito à vida”.

“Não podemos pensar apenas na morte de Vladimir Herzog. Por isso a inauguração será no aniversário dele, que estaria completando 72 anos”, diz Ivo Herzog. “O Prêmio Herzog vai celebrar a vida.” Elifas Andreato já está trabalhando o cartaz para a premiação de 2009. “Nos últimos quatro, cinco anos o Prêmio deu uma revitalizada e queremos garantir que ele tenha novo impulso.” O Sindicato indicou Oswaldo Braglia para a captação de recursos para o Prêmio.
Como parte da solenidade de inauguração do instituto haverá nos dias 26, 27 e 28 de junho um ciclo de debates sobre Vlado e exibição de várias mídias, como o filme Doramundo, que teve roteiro de Herzog. O ministro Paulo Vanucchi, dos Direitos Humanos, garantiu presença em uma palestra sobre Justiça e Democracia. Haverá também uma mesa redonda com jornalistas como Caco Barcellos, Zuenir Ventura e Ricardo Kotscho.

O instituto terá um conselho com um representante do Sindicato, um representante da família Herzog, entidades e personalidades como Audálio Dantas, Hélio Bicudo, Luiz Weis, Zilah Abramo, Caco Barcellos, entre outros. Esse conselho definirá as diretrizes do instituto, que nasce com três objetivos. O primeiro é organizar todo o material jornalístico (fotos, matérias) sobre Vlado. Será a principal fonte para que pesquisadores, estudantes e profissionais em geral possam ter acesso ao material para seus trabalhos.

O segundo objetivo é promover o debate sobre o papel do jornalista. Vlado buscava sempre promover o jornalismo de qualidade, verdadeiro e, acima de tudo, responsável. Dentro desta sessão temos ainda a idéia de discutir as novas mídias - internet, blogs, etc e como o jornalismo evolui em função da mudança de suas ferramentas de trabalho.

E, em terceiro, ao lado do Sindicato dos Jornalistas, organizar o Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. “Além da cerimônia, iremos manter um debate constante sobre quais as questões atuais relativas aos Direitos Humanos devem ser tema deste prêmio tão importante”, afirma Ivo.

O instituto ficará no The Hub, um espaçoso galpão de cerca de 500 m², que foi transformado em uma espécie de escritório coletivo. “Para conectar pessoas e ideias inovadoras, promovendo discussões e fazendo o bem”, como é lembrado no endereço eletrônic o http://www.vladimirherzog.org/ . O endereço é Rua Bela Cintra, 409, tel.: (11) 6394-4047.


Fonte: Jornal Unidade - SJSP
Foto : Nivaldo Silva

Um comentário:

  1. Maria Helena Franca Neves1 de julho de 2011 05:16

    Gostaria de obter informações sobre a coletânea de textos do Herzog ue serão publicados e distribuídos às bibliotecas escolhidas. Sou professora de Teoria da História e História do Direito e Humanidades, necessito de acesso a esta preciosa edição com vistas à divulgação pedagógica. A minha formação acadêmica é em Filosofia mestra e dra. e respeito e sempre que posso homenageio a memória do jornalista Herzog.
    O que devo fazer para adquiri-la?
    Agradeço contato.

    ResponderExcluir